top of page

Mutirões de Escrita

A palavra “mutirão” origina-se do termo tupi motyrõ, que significa “trabalho em comum”. É a tecnologia de gestão de equipes mais antiga das Américas – está no nosso sangue. Inspirados por essa intenção decidimos experimentar como seria escrever um livro colaborativo e tem dado certo!

Contamos com a mobilização de diversos atores, dentre eles: estudantes, pesquisadores, gestores públicos e entusiastas na área e, através de um processo colaborativo de escrita, buscamos reunir conhecimentos distintos para construir materiais informativos e "descomplicados" para o setor público, acadêmico e inclusive para o público em geral.

Capa Descmplicando_edited.jpg
Cone (1).png

1º Mutirão de Escrita

“Descomplicando a Mobilidade Urbana: Manual de ações para gestores públicos” 

Organizado após a 1ª Jornada Mob.inc e seguindo os objetivos deste evento, o livro foi desenhado para apoiar gestores públicos na efetiva implementação de uma agenda de mobilidade urbana mais inclusiva, inteligente e sustentável. Contou com 10 temas que se apresentam como desafios para as cidades brasileiras, sendo abordados em capítulos através de sugestões de ações práticas concretas, casos de sucesso e referências científicas atualizadas. Fruto de um esforço coletivo de mais de 70 autores, espalhados pelo Brasil e convocados através da Rede de participantes do primeiro evento, entusiastas e especialistas em diversas áreas desenvolveram, dentro dos temas que mais se identificaram, os capítulos que compuseram este produto final, divididos entre Marcos Legais e Ações Práticas.

2º mutirão de escrita (em construção)

"O Paradoxo da Cidade Inteligente: descomplicando os dados”, organizado pelo GT Política e Regulamentação de Dados, cujo foco é reunir entusiastas e especialistas no tema para, assim como no Manual do Descomplicando, construir um livro colaborativo - estão em processo de revisão dos capítulos para futura publicação.

Ciclos de Capacitação

O ciclos de capacitação são eventos promovidos pelo GT Capacitação e conta com mesas redondas, minicursos, masterclass, dentre outros.

Veja como foi o nosso 1º Ciclo de Capacitação - Trocas sobre planejamento inteligente da mobilidade urbana:

Mesa Redonda - 1º Ciclo de Capacitação Mob 4.0
01:29:04

Mesa Redonda - 1º Ciclo de Capacitação Mob 4.0

Mesa-Redonda (13/04) - "Dados e Exclusão no Planejamento Inteligente das Cidades" A primeira dinâmica do 1° Ciclo de Capacitação foi composta por: 👨 Gilberto Vieira (data_lab) 👩 Juliana Trento (Arquiteta e Urbanista) 👨‍🦱 Leonardo Veiga (ITDP Brasil) 👩‍🦱 Mediação: Gabriela Morita (Arquiteta e Urbanista - Representante da Rede Mob 4.0) Os participantes trouxeram suas críticas e opiniões a respeito de como os dados interferem na dinâmica urbana das cidades e da mobilidade em prejuízo de "ismos" sociais que denotam nossas desigualdades. ___________________________________________________________ {SPOILERS DA SESSÃO} Juliana Trento chamou a atenção para a importância dos dados e do engajamento de certas áreas: "... ter essa orientação a dados, como mostrar para os profissionais de políticas públicas que os dados são importantes?" Leonardo Veiga fez uma provocação a setores específicos da sociedade, apontando a necessidade da inclusão dos dados para nossa realidade: "são os dados que produzem as desigualdades ou é a cultura de dados ou a falta de cultura com relação a produção de dados?". Gilberto Vieira trouxe dois lados da manipulação de dados onde transcendem sua forma abstrata para uma dimensão empírica: " por um lado, os dados parecem refletir melhor a realidade, podendo ser utilizados para a tomada de decisão. Por outro lado, as ciências dos dados também possuem concentração de capital, ilustrando uma realidade desigual, inclusive de acesso aos dados". ___________________________________________________________ Para mais debates e discussões como essas, acompanhe nossas redes sociais. Instagram: https://www.instagram.com/mob_4.0/ Facebook: https://www.facebook.com/RedeMob4.0/ ___________________________________________________________ APOIO Faperj Coppe/UFRJ
Minicurso - 1º Ciclo de Capacitação [1/2]
01:59:10

Minicurso - 1º Ciclo de Capacitação [1/2]

Minicurso (19/04) - "Dados de GTFS e modelagem de acessibilidade como ferramentas de planejamento de transporte público" 🚍 Quer saber mais sobre o curso? 👇 A acessibilidade urbana é reconhecida na literatura acadêmica como conceito chave para o planejamento integrado de sistemas de transportes e uso do solo e para refletir sobre dimensões sociais do transporte urbano. Na prática, no entanto, a acessibilidade ainda é pouco adotada por parte de agências de transportes como ferramenta de planejamento - principalmente no Brasil. Análises de acessibilidade por transporte público exigem o uso de softwares de roteamento de viagens, que, por sua vez, consomem dados no formato GTFS para calcular rotas de transporte público entre pares de origem-destino. O formato GTFS é atualmente o padrão de dados mais utilizado por pesquisadores e planejadores para descrever redes de transporte público. Neste minicurso, exploraremos esse formato e as especificidades, bem como algumas ferramentas computacionais que podem ser utilizadas para modelagem de acessibilidade em áreas urbanas. O minicurso trará algumas aplicações práticas de modelagem de acessibilidade e análise e manipulação de dados GTFS usando a linguagem de programação R. Palestrante: Daniel Santos 👇 https://www.linkedin.com/in/daniel-herszenhut-a18b1581 Daniel é mestre em Engenharia de Transportes pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ), onde desenvolveu uma pesquisa em que investigou os impactos dos custos monetários de viagens de transporte público em análises de acessibilidade e desigualdade de acesso. Atualmente, atua como assistente de pesquisa no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e como consultor em projetos de análise de dados focados em transportes. É autor e mantenedor de diversos pacotes open-source de R, como o r5r, de roteamento de redes de transporte multimodais, e os gtfstools e gtfsio, de leitura, análise e manipulação de dados em formato GTFS. ___________________________________________________________ Siga nossas redes, acesse conteúdos e muito mais: https://linktr.ee/mob_4.0 APOIO Faperj Coppe/UFRJ
Minicurso - 1º Ciclo de Capacitação [2/2]
02:11:22

Minicurso - 1º Ciclo de Capacitação [2/2]

Minicurso (20/04) - "Dados de GTFS e modelagem de acessibilidade como ferramentas de planejamento de transporte público" 🚍 Quer saber mais sobre o curso? 👇 A acessibilidade urbana é reconhecida na literatura acadêmica como conceito chave para o planejamento integrado de sistemas de transportes e uso do solo e para refletir sobre dimensões sociais do transporte urbano. Na prática, no entanto, a acessibilidade ainda é pouco adotada por parte de agências de transportes como ferramenta de planejamento - principalmente no Brasil. Análises de acessibilidade por transporte público exigem o uso de softwares de roteamento de viagens, que, por sua vez, consomem dados no formato GTFS para calcular rotas de transporte público entre pares de origem-destino. O formato GTFS é atualmente o padrão de dados mais utilizado por pesquisadores e planejadores para descrever redes de transporte público. Neste minicurso, exploraremos esse formato e as especificidades, bem como algumas ferramentas computacionais que podem ser utilizadas para modelagem de acessibilidade em áreas urbanas. O minicurso trará algumas aplicações práticas de modelagem de acessibilidade e análise e manipulação de dados GTFS usando a linguagem de programação R. Palestrante: Daniel Santos 👇 https://www.linkedin.com/in/daniel-herszenhut-a18b1581 Daniel é mestre em Engenharia de Transportes pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ), onde desenvolveu uma pesquisa em que investigou os impactos dos custos monetários de viagens de transporte público em análises de acessibilidade e desigualdade de acesso. Atualmente, atua como assistente de pesquisa no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e como consultor em projetos de análise de dados focados em transportes. É autor e mantenedor de diversos pacotes open-source de R, como o r5r, de roteamento de redes de transporte multimodais, e os gtfstools e gtfsio, de leitura, análise e manipulação de dados em formato GTFS. ___________________________________________________________ Siga nossas redes, acesse conteúdos e muito mais: https://linktr.ee/mob_4.0 APOIO Faperj Coppe/UFRJ
Masterclass - 1º Ciclo de Capacitação
01:05:11

Masterclass - 1º Ciclo de Capacitação

Masterclass (27/04) - "Planejamento inteligente da mobilidade sem dados é futurologia aplicada" Palestrante: Maria Teresa Diniz (Urbitandem) 👇 https://www.linkedin.com/in/maria-teresa-diniz/ Arquiteta e urbanista formada pelo Izabela Hendrix em Belo Horizonte (2002), é mestre em geografia pela Université Panthéon-Sorbonne (2004). Co-editora do Manual de Desenho Urbano e Obras Viárias da Prefeitura, foi chefe da assessoria técnica da SMT. É também editora no Urbitandem e professora no curso de especialização Planejamento e Gestão de Cidades do USP Cidades / PECE Poli. Trabalhou entre 2005 e 2012 na SEHAB, onde foi coordenadora do Programa de Urbanização de Paraisópolis e do GT Projetos, liderando uma equipe de especialistas que desenvolveram as diretrizes para urbanização de favelas e habitação de interesse social. Sua equipe foi responsável pelo concurso nacional de projetos Renova SP, a maior concorrência pública desta natureza no Brasil. No CAU-SP, é conselheira titular da gestão 2021-2023 e coordenadora da Comissão Especial de Desenvolvimento Profissional. Fluente em inglês, francês e espanhol, foi responsável por diversas parcerias internacionais, tendo sido também palestrante convidada em eventos nacionais e internacionais, com destaque para o TEDxFMUSP - Sanus urben, sanus civis, a Cúpula C40 São Paulo, as 5ª e 6ª edições do Fórum Urbano Mundial, o simpósio Metropolis Nonformal - Anticipation da UN-Habitat. ___________________________________________________________ Siga nossas redes, acesse conteúdos e muito mais: https://linktr.ee/mob_4.0 APOIO Faperj Coppe/UFRJ

Venha participar do 2º Ciclo de Capacitação!

"Direito à cidade e mobilidade: os desafios na construção de cidades inclusivas, sustentáveis e inteligentes".

Hackatona

Hackatona Mob 4.0 foi promovida pelos GTs Eventos, Plataforma e Capacitação para possibilitar uma competição entre programadores e teve como propósito captar dados e soluções para a mobilidade de municípios fluminenses. Confira como foi o evento: